(11) 5051-5090
(11) 99436-7006

TUDO SOBRE IMPLANTE DENTÁRIO

O que é implante dentário?
O Implante Dentário nada mais é do que uma raiz artificial colocada no interior do osso a qual tem a função de substituir a raiz do dente que foi perdido. O implante dentário é feito com um material altamente biocompatível com os tecidos humanos que é o titânio. O titânio também é um material altamente resistente, por isso é capaz de suportar um dente mastigando por longo tempo. Existem várias marcas comerciais de implantes hoje no mercado. As variações estão nos tipos de encaixes entre esta raiz artificial e o dente final. O implante é de titânio e o dente de cerâmica. O titânio em que são fabricados os implantes podem receber tratamentos superficiais que aceleram o processo de cicatrização no osso ou ainda receber em sua composição partículas reforçadas que tornam esse implante mais resistente, oferecendo um maior número de alternativas entre diâmetros e alturas compatíveis com cada caso a ser avaliado e examinado individualmente.

Como é feito um implante dentário?
O implante dentário é feito em duas etapas distintas. A primeira é a parte cirúrgica. Atualmente, com técnicas precisas e equipamentos de ponta, trata-se de uma microcirurgia – bem conservadora e não invasiva – o que proporciona ao paciente maior conforto e rapidez em todo o processo. A MCastanho Pro utiliza implantes de procedência Suíça, da marca Straumann, umas das marcas mais bem conceituadas hoje no mercado odontológico. Pesquisas científicas trazem grande credibilidade e confiança na realização dos procedimentos utilizando estes materiais. A biossegurança é outro fator importantíssimo para o sucesso da cirurgia. Nos importamos muito com o ambiente e nos cercamos de todos os passos necessários para que a cirurgia seja realizada dentro dos parâmetros corretos de biossegurança e de que o paciente esteja apto à realização do procedimento. Isso tudo, contribui para alcançarmos o sucesso. Depois da raiz instalada e cicatrizada no osso, é confeccionado o dente propriamente dito, que será encaixado e parafusado na raiz artificial que é o implante. Esta é a segunda etapa: a parte protética. As peças dentais, que são tecnicamente chamadas de coroas dentais, são confeccionadas em laboratório em cerâmica, material que melhor mimetiza e copia o dente natural.

Qual a durabilidade de um implante dentário?
Um implante dentário é como um novo dente. Devem ser realizados os mesmos cuidados que você deve ter com seus dentes naturais. Algumas doenças, como a doença periodontal (que afeta os tecidos que estão em volta do dente, como gengiva e osso), também podem afetar os implantes à longo prazo. Por isso, cabe ao dentista alertar e orientar seus pacientes a respeito dessas intercorrências. Diante disso, eu diria que um implante dentário pode sim durar tanto quanto um dente natural, desde que, você tenha bons hábitos de higiene oral e não deixe de fazer as manutenções recomendadas. Fazendo assim, você pode ter um implante dentário por toda a sua vida. 

Como funciona o implante dentário?
Um implante dentário funciona como um dente natural. Nos dias atuais, é o que melhor substitui um dente perdido sem sombra de dúvidas. Você pode mastigar e comer com segurança e conforto e ter uma vida normal e prazerosa com sua alimentação. É lógico que biomecanicamente durante o seu processo de mastigação o implante é mais rígido que o próprio dente, por isso é necessário ajustes corretos para que ele possa desempenhar sua função com conforto e eficiência. Podem haver limitações biológicas, principalmente se você perdeu seu dente muito precocemente (muito jovem), mas sempre teremos alternativas para solucionar o seu problema da melhor forma.

Quais são os tipos de implantes dentários?
São várias as classificações entre os implantes. Podemos dividir os tipos de implantes de acordo com o número de dentes perdidos. Se você perdeu apenas um dente em sua arcada ou se perdeu mais de um dente, mas estes dentes são intercalados, os implantes neste caso são unitários. Ou seja, um implante por dente perdido. Se você tem mais de um dente perdido e eles estão em uma mesma arcada seguidos um do outro com espaços maiores, você necessitará de mais de um implante. Nesse caso, por exemplo, dois implantes poderiam sustentar três dentes. Agora, se você usa uma dentadura e não tem nenhum dente em toda a arcada, necessitará de um número maior de implantes. Nesta situação, por exemplo, seis implantes sustentariam uma arcada inteira. Quanto ao dente a ser colocado em cima destes implantes, eles podem ser parafusados ou cimentados/colados no implante. Em casos de dentes únicos/individuais as duas opções são satisfatórias. No entanto, se for mais de um implante e eles forem sustentar dois ou mais dentes, recomenda-se que eles sejam parafusados. Isso não é tão importante você saber, o seu dentista saberá o que e como fazer.

Quanto custa o implante dentário?
Acredito que o investimento em um implante dentário deva ser bem mais barato do que o prejuízo causado pela perda do dente. A perda de um dente pode levar a inúmeros prejuízos os quais vão desde a movimentação dos outros dentes na arcada levando a uma desestabilização do processo de mastigação, até a utilização de movimentos compensatórios da mandíbula para tentar reequilibrar todo esse funcionamento. Mas, o reequilíbrio só é dado quando este dente é devolvido à arcada. Podem também ocasionar problemas na articulação temporo mandibular (ATM) que é a articulação que faz com que você abra e feche a boca e que se localiza próximo à região do ouvido, levando a dores e desconfortos. Aliás, você sabe que o dente é um órgão? Então, te faço a seguinte pergunta: Quanto custaria para você recuperar um órgão perdido?

Como preparar a boca para receber os implantes?
Para receber um implante dentário, você deve primeiramente estar com seus exames de rotina atualizados e em estado de saúde geral bom. Estar com a boca em ordem livre de infecção e/ou inflamações nos dentes e gengiva. Além disso, ter realizado os exames radiográficos adequados e específicos para o planejamento de uma boa cirurgia. 

Quantas sessões são necessárias para realizar o implante dentário?
Além da consulta de planejamento, normalmente, para se fazer um implante dentário precisamos de uma consulta para a realização da cirurgia, uma consulta para o acompanhamento da cicatrização e mais duas para a prótese: uma de moldagem e outra de instalação. Neste caso, daria um total de quatro sessões, isso em um padrão convencional. No entanto, estas sessões podem ser otimizadas de acordo com as necessidades do paciente e do caso a ser resolvido.

Quem pode realizar implante dentário?
O implante dentário pode ser realizado em qualquer pessoa com estado de saúde geral bom e que tenha no mínimo 18 anos. Não tem limite de idade. O meu recorde foi uma senhora de 92 anos. É lógico que pacientes com doenças auto imune, doenças cardíacas, diabetes, pacientes fumantes podem ter alguma restrição, mas, com certeza, será avaliado caso a caso para encontrar a melhor alternativa e poder realizar a cirurgia com segurança e sucesso.

Após a finalização do tratamento completo com implantes dentários, os pacientes devem seguir rigorosamente as orientações estabelecidas pelo profissional. Recomendamos retornos periódicos a cada seis meses para profilaxia e reorientação de higiene oral. Uma vez por ano para ajustes de mordida e readaptações, se necessário. E por fim, a cada três anos, fazer um exame radiográfico para controle da parte óssea, caso não seja necessário em tempo menor.